sexta-feira, 20 outubro, 2017 - 15:41
Capa » Brasil » Homem de Ferro brasileiro faz vaquinha de R$ 5.000 para comprar armadura
Homem de Ferro brasileiro faz vaquinha de R$ 5.000 para comprar armadura

Homem de Ferro brasileiro faz vaquinha de R$ 5.000 para comprar armadura

Por onde quer que passe, o ilustrador Maxx Figueiredo escuta que é parecido com o Homem de Ferro, ou Tony Stark, vivido no cinema pelo ator Robert Downey Jr.

A semelhança com o personagem, não para nos traços do rosto e na barba. Figueiredo se tornou um “ciborgue” real após perder a perna direita em um acidente em 2007. E agora ele quer uma armadura para visitar crianças necessitadas em hospitais e entidades assistenciais.

“Foi muito feio, eu fiquei quase 15 dias de coma. E eu, adulto, senti como pode ser importante o simples fato de chegar alguém num quarto de hospital trazendo palavras de esperança”, contou em entrevista ao UOL.

Homem de Ferro brasileiro faz vaquinha de R$ 5.000 para comprar armadura

Figueiredo decidiu fazer uma vaquinha de R$ 5.000 na internet aceitando doações pelo site Catarse para comprar a armadura. Ele se inspirou em iniciativas internacionais semelhantes com voluntários que se vestem como heróis para ajudar crianças.

A armadura que está na mira do Tony Stark brasileiro não voa, mas têm máscara que sobe automaticamente, repulsores de mão, reator luminoso no peito e flaps nas costas.

Homem de Ferro brasileiro faz vaquinha de R$ 5.000 para comprar armadura

Figueiredo também disse que se identificou com os mutantes do “X-Men” após seu acidente. Eu senti na pele o que é ser ‘o diferente’ aos olhos das pessoas”, disse. “O que eu passei foi muito forte, foram muitas experiências que me tornaram muito mais sensível. Faz você repensar o que importa realmente, do que vale ficar só trabalhando para ter mais dinheiro para poder gastar mais”.

Hoje ele tem um site sobre as dificuldades de relacionamentos que os deficientes encontram e se dedica a desenhar com a mão esquerda, já que perdeu parte da mobilidade de sua mão direita no acidente. “Além da brincadeira, é esse tipo de mensagem que eu quero passar para as crianças. Quando você precisa de verdade você descobre que pode ser forte como os super-heróis”.

Para apoiar o Homem de Ferro brasileiro, basta acessar o projeto no site Catarse: http://catarse.me/pt/tonystarkbrasil

Fonte: UOL Entretenimento – Cinema/Guilherme Solari
http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2014/11/06/homem-de-ferro-brasileiro-faz-vaquinha-de-r-5000-para-comprar-armadura.htm

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP. Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)