terça-feira, 12 dezembro, 2017 - 10:14
Capa » Índice - Ordem Cronológica » Jovem latino tira uma letra do nome no currículo e recebe centenas de respostas
Jovem latino tira uma letra do nome no currículo e recebe centenas de respostas

Jovem latino tira uma letra do nome no currículo e recebe centenas de respostas

José Zamora, americano de origem latina, calcula ter enviado entre 50 e 100 currículos por dia, durante os vários meses em que esteve procurando emprego.

Mas ele não conseguia nenhuma resposta. Até que decidiu tirar a letra “s” do seu nome. José Zamora virou Joe Zamora. Uma semana depois, sua caixa de e-mails estava lotada.

“Joe” não mudou nada em seu currículo além daquela única letra. O que Zamora fez, efetivamente, foi “embranquecer” o currículo.

José Zamora


Apesar de o envio de currículos on-line parecer um avanço em relação à discriminação racial na hora de contratar, vários estudos demonstram que, nos Estados Unidos, empregadores discriminam nomes que “parecem” negros ou latinos.

Um estudo aponta que candidatos com nomes que “soam brancos” receberam 50% mais retornos de entrevistadores do que aqueles com nomes que “soam negros”.

Fonte: Brasil Post/The Huffington Post/ New York Times/Cate Matthews
http://www.brasilpost.com.br/2014/09/03/discriminacao-racial-emprego_n_5762140.html

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP.
Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)