quarta-feira, 15 agosto, 2018 - 04:11
Capa » Brasil » Pai adotivo carrega o filho doente nas costas por favela para levá-lo à escola
Pai adotivo carrega o filho doente nas costas por favela para levá-lo à escola

Pai adotivo carrega o filho doente nas costas por favela para levá-lo à escola

                                                                                                                       Eduardo Schiavoni/UOL
José Manoel das Neves carrega o filho nas costas


Especial do Dia dos Pais – O aposentado José Manoel das Neves, de 64 anos, cuida sozinho de três filhos — dois adotivos — em uma moradia na favela da Portelinha, em Piracicaba (SP). Um dos “filhos do coração” é José Ricardo da Silva, de 11 anos, que desde os primeiros dias de vida tem uma válvula na cabeça para evitar problemas decorrentes da hidrocefalia, que causa acúmulo de água no crânio. 

Todos os dias o aposentado carrega o menino doente nas costas e atravessa as vielas da favela até chegar ao carro, que ele disse ter comprado depois de muito esforço e economia. Em razão da doença, o garoto não consegue se locomover sozinho. “A gente faz esse caminho umas quatro vezes por dia. É escola, médico, reforço, fisioterapia. Mesmo ficando cansado, eu faço com amor. Quero o bem dele”, disse Neves ao “G1.


                                                                                                                           Foto: Leon Botão/G1
José Manoel das Neves carrega o filho nas costas

O aposentado foi casado com a mãe dos garotos por 10 anos. Ela morreu há um ano e três meses, aos 33 anos de idade. “Quando ela estava bem doente, na fase terminal, me dizia sempre para eu cuidar dos nossos meninos, e não deixar ninguém mais tomar conta do Ricardo, que ele precisava de mim.”
Dos meninos cuidados pelo aposentado, José Ricardo, de 11 anos, e Rafael, de 14 anos, são filhos da esposa de Neves e foram adotados por ele depois que a mulher faleceu. Já Gabriel, de 10 anos, é o único filho biológico do casal. “Todos são meus filhos da mesma forma. Amo muito eles.”
A família vive com uma renda mensal de R$ 1.800 e sonha em deixar o barraco de dois cômodos para ter um lar melhor. “Gastamos muito com o José Ricardo, são remédios, fraldas e roupas. O dinheiro é pouquinho, mas a gente se desdobra e faz o possível.”

José Ricardo precisa mudar de casa para poder passar por uma cirurgia e trocar a válvula que tem na cabeça, já que o dispositivo deve ser substituído a cada 10 anos. “O médico não recomendou a cirurgia no local em que vivemos, pois pode ser perigoso para ele pegar alguma infecção depois da operação. Quando eles estiveram encaminhados na vida, Deus pode me levar”, afirmou o pai.

                                                                                                                           Foto: Leon Botão/G1

José Manoel das Neves carrega o filho nas costas

Fonte: G1
http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2014/08/pai-adotivo-carrega-o-filho-doente-nas-costas-por-favela-para-leva-lo-escola.html

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP. Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)