quarta-feira, 22 novembro, 2017 - 03:45
Capa » Celebridades » Perito diz que música de despedida deixada por MC Daleste foi “delírio” gravado em 2012
Perito diz que música de despedida deixada por MC Daleste foi “delírio” gravado em 2012

Perito diz que música de despedida deixada por MC Daleste foi “delírio” gravado em 2012

MC Daleste


O perito Ricardo Molina, convidado pela Record para comentar áudio deixado por MC Daleste, disse ao “UOL” que a música divulgada no domingo durante o programa “Domingo Show”, de Geraldo Luís, foi um delírio do funkeiro. Ouça a canção abaixo:


Na música gravada em 17 de julho de 2012, quase um ano antes de ser assassinado, Daleste manda recado a sua mulher Érica, aos seus irmãos Carolina e Rodrigo, amigo Daniel e ao seu pai, Roland Pellegrine.

“Hoje entendi, agradeço a Deus por toda a minha sorte. Entendi um pouco da vida, mas tá difícil de entender um pouquinho da morte. Saudades vem. Lembranças vai”, diz a letra da música.

“Acredito que ele queria, inicialmente na música, falar do futuro, mas se perdeu ao descrever. Foi um delírio qualquer dele. Como outras coisas que foram gravadas”, disse o perito Molina.

Em entrevista ao “UOL”, o pai do funkeiro contou que o áudio foi encontrado meses depois da morte do rapaz de 20 anos. “Queria mostrar para o Brasil que ele gravou a música enquanto morto. Apareceu essa gravação do nada no tablet. Se ouvirem a gravação original, é possível ouvir ao fundo que meu filho estava no necrotério. Tinha gente chorando e tal”, explicou o pai, que não acredita na versão do perito.

Ricardo Molina acredita que o áudio não mudará em nada o andamento das investigações. “Só não foi encontrado antes porque ficou em um diretório oculto do tablet.”

MC Daleste foi baleado dez minutos após o início de um show no CDHU do bairro San Martin, em Campinas, no dia 6 de julho do ano passado. O cantor chegou a ser socorrido, mas morreu no centro cirúrgico à 0h55. O autor dos disparos ainda não foi identificado.

Fonte: UOL/Thays Almendra
http://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/31/perito-diz-que-musica-deixada-por-daleste-foi-delirio-gravado-em-2012.htm

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP.
Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)