terça-feira, 21 novembro, 2017 - 06:09
Capa » Índice - Ordem Cronológica » Esqueleto de feto ficou 36 anos em corpo de mulher na Índia
Esqueleto de feto ficou 36 anos em corpo de mulher na Índia

Esqueleto de feto ficou 36 anos em corpo de mulher na Índia

Esqueleto de feto que ficou 36 anos no corpo de uma indiana

Médicos retiraram o esqueleto de um feto, que permaneceu por 36 anos no corpo de uma mulher na Índia, o que representaria a gravidez extra-uterina mais longa já registrada.

A mulher de 60 anos engravidou aos 24 anos, mas não pôde dar à luz porque o feto cresceu fora do útero, explicou na segunda-feira à “AFP” o cirurgião Murtaza Akhtar.

Com receio de se submeter a uma intervenção cirúrgica, a mulher preferiu tomar remédios contra a dor, mas a volta dos sintomas a obrigou a ir ao hospital de Nagpur (centro).

Os médicos detectaram uma massa calcificada na parte baixa do abdômen. “De fato, era um esqueleto maduro, encapsulado em uma bolsa calcificada”, disse Akhtar.

A equipe médica conseguiu tirar a massa presa entre o útero, o intestino e a bexiga da mulher. “Ela ficou surpresa quando soube o que aconteceu. Agora está bem e se recupera”, acrescentou o cirurgião.

Fonte: AFP
http://www.afp.com/pt/node/2766930

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP.
Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)