quinta-feira, 23 novembro, 2017 - 20:19
Capa » Índice - Ordem Cronológica » Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV
Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV

Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV

Quando Wyndham Meadque ouviu a proposta de doar sangue para a impressão de uma revista, ele achou estranho. Mas acabou concordando.

Agora, 3 mil cópias da revista masculina alemã Vangardist foram impressas usando tinta misturada com o sangue de Wyndham e outras duas pessoas com HIV. O objetivo da campanha é quebrar o estigma sobre HIV e Aids.

A agência de publicidade Saatchi & Saatchi, que fez a campanha para a revista Vangardist, disse ao Newsbeat, da BBC, que o sangue foi esterilizado para desativar o vírus antes que fosse misturado à tinta de impressão.

Todas as 86 páginas da revista foram impressas com a tinta. A edição limitada foi vendida no começo de maio de 2015 na Áustria, Alemanha e Suíça.

Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV

Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV

“Espero que faça o máximo de pessoas falarem, pensarem e lerem sobre HIV e o que significa viver com HIV em 2015. Então as pessoas poderão ver que somos como qualquer outra pessoa”, disse Wyndham.

Diagnosticado com HIV em outubro de 2012, o estrategista digital de 26 anos disse que foi um “grande choque” receber a notícia.

“Eu não esperava nem um pouco. Sou o tipo de pessoa que achava que estava sendo muito cuidadoso. Achava que eu era parte de um grupo privilegiado de homens gays jovens que não pegam mais HIV.”

Muitas coisas pequenas mudaram. Tomo remédios todos os dias, tenho que ir ao médico a cada três meses, preciso ter mecanismos para contar às pessoas que sou soropositivo antes de fazer sexo com elas, preciso respeitar quando as pessoas ficam histéricas ou quando reagem de forma ruim.”

Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV

“Acho que o estigma vem da falta de compreensão e conhecimento sobre o HIV”, declarou Wyndham.

HIV significa vírus da imunodeficiência humana (na sigla em inglês). O vírus ataca o sistema imunológico e prejudica a capacidade de uma pessoa de combater infecções e doenças.

Não há cura para o HIV, mas há tratamentos que permitem que a maioria das pessoas infectadas vivam uma vida longa e saudável. O Ministério da Saúde estima que, no Brasil, 734 mil pessoas vivam com HIV. Em todo o mundo, são cerca de 35 milhões.

Fonte: BBC Brasil/BBC Newsbeat/Jimmy Tam | Foto:
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/05/150506_revista_hiv_lab

Sobre Hamilton Kage

Hamilton Kage

Consultor de TI, fisioterapeuta e curioso, mas não necessariamente nessa ordem.