segunda-feira, 18 dezembro, 2017 - 10:57
Capa » Brasil » Com seca, seleção de canoagem precisa de bombas de água para treinar
Com seca, seleção de canoagem precisa de bombas de água para treinar

Com seca, seleção de canoagem precisa de bombas de água para treinar

Em um dos esportes olímpicos mais dependentes de intempéries, a seleção permanente de canoagem tem um obstáculo recorrente para superar: a seca no Canal Itaipu, na fronteira com o Paraguai, onde a equipe treina. Contra a estiagem, a canoagem brasileira vai ganhar três bombas de água como reforço para janeiro.

Um convênio foi firmado entre o Ministério do Esporte e a prefeitura de Foz do Iguaçu para instalar um sistema de bombeamento no reservatório da usina, e assim abastecer o canal, que recebe treinamentos e competições de canoagem slalom e rafting.

De acordo com o Ministério do Esporte, a instalação da operação de bombeamento no canal é garantia de que os canoístas possam treinar no local durante os 12 meses do ano, independentemente de haver ou não um período de estiagem no país.

A Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) disse à Folha que não considera que exista uma crise hídrica na cidade. “Embora o nível do Lago de Itaipu esteja abaixo do normal, isso não compromete o abastecimento público de água”, afirmou.

Fonte: Folha de S.Paulo/Marcel Merguizo
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2014/12/1555735-governo-federal-investe-r-3-milhoes-em-bombas-dagua-para-canoagem.shtml

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP.
Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)