sexta-feira, 23 agosto, 2019 - 04:31
Capa » Brasil » Funai encontra carteira do Corinthians com índios isolados da civilização
Funai encontra carteira do Corinthians com índios isolados da civilização

Funai encontra carteira do Corinthians com índios isolados da civilização

Um grupo de índios que vive no interior da Amazônia isolado da civilização carregava uma carteira estampada com o escudo do Corinthians (e adornada com fios coloridos) em seu primeiro contato com funcionários da Fundação Nacional do Índio, no Acre. A Funai ainda não tem certeza sobre como eles conseguiram essa carteira e outros itens como caixas de fósforos, lâmpadas, pacotes de sal e parafusos.

A entidade calcula que haja entre 50 e 80 pessoas neste grupo de índios isolados. Nas últimas semanas, alguns deles resolveram se aproximar de funcionários da Funai e fazer contato. Conversaram com intérpretes, com outros índios e receberam frutas e outros objetos. Não foi a primeira vez, porém, que eles viram não-índios.

Índio de tribo isolada


A Funai acredita que eles vêm sofrendo pressão de grupos de madeireiros e narcotraficantes que atuam na fronteira entre Brasil e Peru. Relatos de indigenistas que atuam na região amazônica dão conta de assassinatos contra comunidades isoladas.

Depois do contato inicial, os índios que usavam a carteira do Corinthians apresentaram sintomas de gripe, o que gerou uma preocupação na Funai de que possa haver um surto da doença que leve a uma tragédia na aldeia dos isolados. Índios sem contato com não-índios não têm defesas naturais para doenças comuns no Ocidente.

Os objetos fotografados pela Funai, inclusive a carteira do Corinthians, foram devolvidos para os indígenas.

Fonte: Folha de S.Paulo – Esporte
http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2014/07/31/funai-encontra-carteira-do-corinthians-com-indios-isolados-da-civilizacao.htm

Sobre Luciano Abe

Avatar
Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP. Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)