terça-feira, 23 outubro, 2018 - 11:33
Capa » Economia » Suíços rejeitam proposta de salário mínimo de R$ 10 mil
Suíços rejeitam proposta de salário mínimo de R$ 10 mil

Suíços rejeitam proposta de salário mínimo de R$ 10 mil

Bandeira da Suíça


Os eleitores suíços rejeitaram neste domingo (18.mai.2014), em um referendo, a proposta para introduzir o que seria o maior salário mínimo do mundo, indicam as primeiras projeções.

Caso fosse aprovada, os empregadores teriam de pagar um mínimo de 22 francos suíços por hora a seus trabalhadores, o que equivale hoje a US$ 24,70 ou R$ 54,58.

O piso mensal seria de 4.000 ou cerca de R$ 9.970. Hoje, não há qualquer especificação de salário mínimo no país.

Os defensores da proposta consideram que a medida é necessária para as pessoas terem uma vida digna. Mas os críticos argumentam que esse valor aumentaria os custos de produção e o desemprego.

O valor que havia sido proposto era mais que o dobro da remuneração mínima de Luxemburgo (US$ 10,65), atualmento a maior do mundo. Depois vem as da França (US$ 10,63) e da Austrália (US$ 10,21). No Brasil, o mínimo mensal de R$ 724 reais corresponde a R$ 3,29 por hora (US$ 1,48). Os dados são da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) para 2013.

Dados do governo suíço indicam que apenas 9% da população economicamente ativa, ou seja, 330 mil suíços, recebem salário mensal inferior a 4 mil francos. Os trabalhadores com baixos salários da Suíça, em sua maioria, são mulheres e operam no setor de serviços, em hotéis e restaurantes.

Fonte: UOL
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/05/140518_resultado_suica_ms.shtml

Sobre Luciano Abe

Jornalista, fotógrafo, videorrepórter, documentarista, cineasta, mestrando e blogueiro com diplomas e certificados de cursos e especializações nessas áreas pela PUC-SP, Academia Internacional de Cinema (AIC) e Senac-SP. Foi professor no Senac-SP e na editoria de treinamento da Folha de S.Paulo. Jornalista profissional diplomado (Mtb: 0068126/SP)