terça-feira, 27 junho, 2017 - 23:07
Capa » Ciência » Dispositivo usa gota de sangue e celular para detectar câncer
Dispositivo usa gota de sangue e celular para detectar câncer

Dispositivo usa gota de sangue e celular para detectar câncer

Uma nova tecnologia pode transformar o diagnóstico de alguns tipos de câncer nos próximos anos. Batizado de Miroculus, o dispositivo exige apenas um smartphone e cerca de 1 mililitro de sangue para identificar casos da doença.

Para fazer isso, o Miroculus realiza uma análise dos microRNAs do paciente. Os microRNAs são pequenas moléculas que funcionam como mensageiras. Elas ajudam as células a produzirem proteínas a partir das intruções contidas no DNA.

Como se sabe, o câncer é caracterizado por modificações de proteínas nas células por ele afetadas. Na prática, o que o Miroculus faz é identifcar essas modificações a partir dos microRNAs que as geram antes que a doença se espalhe.

A pessoa que opera o Miroculus deve extrair uma amostra de sangue do paciente. Essa amostra deve ser inserida numa placa que fica dentro de um pequeno cilindro de plástico feito numa impressora 3D. Na parte de cima do cilindro, há um encaixe para smartphones.

Por meio de um app que usa a câmera do celular, o Miroculus consegue identificar a presença de 96 diferentes tipos de microRNAs. Eles podem apontar a presença de câncer de fígado, mama, pâncreas e pulmão na amostra fornecida pelo paciente.

“Nossa plataforma pode detectar microRNA de fluídos corporais e tecidos sem a necessidade de um técnico especializado”, explicou em entrevista a EXAME.com Alejandro Tocigl. Ele é diretor-executivo da startup Miroculus, que toca o desenvolvimento da nova tecnologia.

O diagnóstico em cerca de 1 hora é uma das vantagens da nova tecnologia. Segundo Tocigl, a quantidade e a qualidade das informações exigidas hoje faz com que a descoberta de um câncer demore muito mais tempo.

Outra vantagem do Miroculus é o fato de seu custo de fabricação ser 50 vezes menor do que o de outras tecnologias usadas hoje com o mesma fim.

Fonte: Exame – Tecnologia/Saulo Pereira Guimarães | Foto: Divulgação/Aeroli.to
http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/miroculus-usa-gota-de-sangue-e-celular-para-detectar-cancer

Sobre Hamilton Kage

Hamilton Kage
Consultor de TI, fisioterapeuta e curioso, mas não necessariamente nessa ordem.